mortos e diferenças

Estamos um bocado cegos. Há, de certeza, 15 civis mortos nos bombardeamentos israelitas de hoje - até agora. Morrem porque vivem junto aos centros militares e policiais que o Hamas coloca, proposita e cobardemente, no meio da população. Entretanto houve um atentado suicida no Afeganistão: 16 civis mortos, dos quais 14 eram crianças. A imprensa, de forma geral, mostra crianças palestinas (duas até agora, mas acredito que venham a mostrar muitas mais) com pingas de sangue no rosto. Não se fala das 14 crianças afegãs assassinadas no atentado suicida. Não houve até agora nenhuma manifestação contra essa prática hedionda e cobarde voltada sobre civis. Até na morte somos injustos. E connosco próprios: encobrindo a iniquidade.

Comentários