soneto moderno e repentino com rima

os países limpos os países sujos os países brutos os países lindos os rostos astutos rostos em garimpo rostos do olimpo os rostos intrusos uma percentagem a cada contagem já sem ter coragem ninguém dirá nada fica só parada vais ser violada
Enviar um comentário