ronald de carvalho, sabedoria

Enquanto disputam os doutores gravemente sobre a natureza do bem e do mal, do erro e da verdade, do consciente e do inconsciente; enquanto disputam os doutores sutilíssimos, aproveita o momento! Faze da tua realidade uma obra de beleza Só uma vez amadurece, efêmero imprudente, o cacho de uvas que o acaso te oferece...

Comentários

Manuel disse…
Um abraço, aqui da urbe de Sertório.
Está na mesma. AXO eu.
O Paulo Borges ainda não é Dalai Lama.