renovação da continuidade

O Presidente deu o mote para a renovação das listas de candidatos a deputados. O partido do Presidente obedeceu prontamente: colocou nas listas a geração mais nova das mesmas famílias que estão no poder e na Assembleia. Entretanto as listas saíram. Havia pessoas lá que não sabiam que estavam lá. A velha guarda conseguiu sair reforçada perdendo membros. A nova geração é mais velha que eu, de forma geral, embora filhos ou sobrinhos de quem está no poder. O resto é um conjunto de rostos sem visibilidade nenhuma, negociatas locais e nacionais de poder, caras que o povo não conhece nem reconhece. E ficam de fora alguns cabos eleitorais importantes. Uma análise das listas de candidatos do MPLA dá nisto: continuam alheios ao país, à sensibilidade das populações e perfeitamente convencidos de que nunca sairão do poder. Vamos caminhando mesmo assim. Fazer o quê?

Comentários